Um guia para descobrir as tascas de Lisboa

Chegou esta semana às bancas o primeiro guia bilingue das Tascas de Lisboa. Um projecto da Aliança Velha, com a autoria de Tiago Cruz e Marco Dias, uma viagem às mais típicas tascas lisboetas, aos tradicionais petiscos e ao vinho da casa e às histórias contadas ao balcão.

Guia das Tascas de LisboaO guia começa por definir a origem das tascas, como antigas carvoarias trazidas para a capital, no início do século XX, pelos galegos, espaços que se estendiam por salas contíguas, onde se servia vinho e petiscos. Com o passar dos anos e a proliferação da electricidade, o carvão passou a ter um papel menos relevante e as tascas concentraram toda a sua actividade na restauração.

No total, a viagem faz-se por 25 tascas lisboetas, de Algés aos Olivais, de Alcântara ao Lumiar e com paragem nos mais típicos bairros da capital. Um guia bilingue, em português e inglês, para viajar à boleia da tradição.